Sobre

Débora Arruda é poeta, mulher, cadeira de balanço, água fria saindo do chuveiro, um livro todo manchado, a própria mancha, a mesma calça jeans que você usa todos os dias, nuvem em formato de coração que na verdade é uma pera de cabeça pra baixo, é um calo feito pelo sapato mais bonito, é cobra e também é arco-íris, talvez por isso ainda não saiba dar rasteira e está falando tudo isso pra ninguém perceber que ela não sabe falar de si mesma na terceira pessoa, muito menos fazer autodescrição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s