nove poemas

quando me recordo de você
não penso em coisas
como a roupa
que você usava
no dia em que te conheci
evoco a sua pele
tocada incansavelmente
por quem não poderia
reviver o seu cheiro

então eu te passeava
fazendo bicicleta
com as mãos
e com os pés em você
corria
um trajeto por dia
até descobrir
que meu corpo finalmente
aprendeu a caminhar
devagar
e pouco a pouco
subiam e desciam as pernas
que nem gostavam
de percorrer ladeiras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s